A elegância de Muriel Barbery

Uma das escritoras francesas que eu gosto é a Muriel Barbery. Os dois primeiro livros dela publicados no Brasil A Elegância do Ouriço e A morte do gourmet são obras sensacionais, cada uma a sua maneira.

Tem vários escritores que passam por uma linha evolutiva semelhante à dessa escritora.

Em A morte do gourmet (um livro que infelizmente está esgotado mas vale a pena procurar em sebos) a autora trabalha uma única voz e retrata as memórias que um ferrenho crítico gastronômico que, a beira da morte, tenta achar na sua mente um sabor único que ele queria sentir novamente pela última vez. É um livro excepcional, daqueles que cativam pelo trabalho real do escritor com a palavra, pois não é uma grande história e é um personagem que beira ao desagradável.

Quando ela passou para A Elegância do Ouriço, trabalhou mais vozes narrativas, contrastando a enigmática zeladora Renée e a sombria garota Paloma, em uma história profundamente sensível sobre como as aparências, a classe social e a cultura determinam a vida de uma pessoa.

Eu adorei esse livro quando li, anos depois descobri que o transformaram em um filme, mas não assisti a adaptação até uns dias atrás.

A adaptação é sempre algo conflitante, nunca vai oferecer a nossa visão do livro, vai apresentar a história sob a ótica do diretor que, às vezes mesmo sendo extremamente fiel, dificilmente reflete a leitura individual de cada um, os atores dificilmente terão a cara e a voz que o leitor criou para eles na sua cabeça.

Mas isso não quer dizer que o resultado será necessariamente ruim, essa adaptação, por exemplo, resultou em um filme lindo, quase tão delicado como o livro.

Recentemente estou lendo A vida dos Elfos, a primeira parte de uma história de fantasia dessa escritora. Voltando na temática da evolução é curioso quando uma autora que você gosta muito opta por seguir um caminho completamente diferente.

Os dois primeiros livros, os que fizeram eu me apaixonar pela escrita de Barbery tratam do cotidiano de uma Paris contemporânea. Já esse novo livro parte para uma espécie de fantasia medieval onde duas garotas misteriosas, uma em Roma outra em um vilarejo rural da França, estão ligadas entre si e são parte de uma guerra obscura envolvendo elfos.

Descrevendo assim parece um subproduto de Harry Potter, mas, como eu disse já no título, Barbery é uma escritora extremamente elegante. Mesmo essa história fantasiosa tem um trabalho e um potencial artístico grande. Não diria, pelo menos avaliando até onde eu li e tendo em mente que se trata apenas da primeira metade de uma história, que esse é o melhor livro da autora, é um livro diferente. Não me prendeu tanto quanto os outros, mas é bom.

Quem se interessou pelo filme, a opção é baixar pirata, tem arquivo com o legenda e tudo por aí com o nome The Hedgehog 2009.

Dos livros só é possível encontrar A Elegância do Ouriço e A vida dos Elfos (tem na Amazon, Cultura, Saraiva)

le_herisson_ver le_herisson_ver2 ouriço