A Vida de Jonas

Comecei A Vida de Jonas quebrando uma regra minha que é não ler prefácios. Acho que salvo raríssimas exceções em que você precisa ser situado sobre a história que você vai ler, os prefácios são desnecessários, então normalmente leio esses “extras” depois de tudo.

Mas o prefácio de André Diniz merece uma exceção, aliás, se criarem uma categoria no HQMix de “Melhor Prefácio de HQ” esse teria meu voto com certeza. Prefácio na medida, sem revelar nada da história te deixa no clima, querendo muito ler a HQ que vem na sequência.

Enfim, vamos ao que importa. Magno e Marcelo Costa seguem uma tradição de gêmeos quadrinhistas no Brasil (ok, não é uma tradição e sim uma série de coincidências fortuitas, mas tá valendo). Se lançaram muito bem com Oeste Vermelho e vêm exibindo um trabalho bem bacana desde então.

Pessoalmente sou um cara que admira e estuda muito a parte técnica do desenho, então o desenho do Marcelo Costa está mais na linha do que eu costumo gostar, mas Magno Costa tem uma expressividade e uma vida no seu traço que acaba sendo maior que qualquer rigor técnico.

Já tinha gostado muito das páginas finais de Oeste Vermelho que ele desenhou, não é o desenho que eu gosto, mas tem algo mais, tem aquela pegada diferente que o torna único e invejavelmente funcional.

Depois Magno mandou muito bem na HQ Mary (compre aqui) que saiu pela coleção Zug da Balão Editorial, e agora ele quebrou tudo com A Vida de Jonas (publicada pela Zarabatana com apoio do ProaC do Governo do Estado de São Paulo – tá vendo, às vezes o dinheiro público vai pra um lugar que vale muito a pena).

O álbum começa com a sacada de usar um visual inspirado nos Muppets. Além de criar alguns efeitos gráficos geniais (como os personagens “sorrindo” em momentos tristes por conta da escolha do ângulo da cena), essa escolha alivia o clima pesado da história levando ela pra aquele ponto em que você começa a sentir carinho pelos personagens, em que você começa a se importar com Jonas como se importaria com um amigo naquela situação.

A Vida de Jonas é um relato muito bonito e duro, não só sobre o alcoolismo, mas sobre os problemas da vida que muitas vezes, por mais que você se esforce, não muda como você esperava.

Se eu tivesse que recomendar só uma HQ que está a venda para vocês lerem, hoje eu recomendaria A Vida de Jonas. É uma história simples, direta, bem pensada, uma HQ sentimental mas sem frescura.

Compre aqui: A vida de Jonas