Back To The Future

No dia 21/10/15 às 19h28 Marty McFly chega diretamente de 1985, ultrapassamos o futuro de De Volta para o Futuro.
De Volta para o Futuro é um filme icônico na cultura pop, um enredo amarradinho, dividido certinho em partes (passado/futuro e realidade alternativa/passado remoto). O filme é uma história longa, ambiciosa, que poderia ter sido interrompida no final de qualquer uma das partes, mas que funciona na sua máxima perfeição juntos, com várias autorreferências divertidas.
O filme é uma história completa em vários sentidos, é uma história adolescente, é um sci-fi futurista, é um sci-fi sobre viagem no tempo, é um sci-fi sobre uma realidade alternativa distópica e é um faroeste. Parece impossível juntar tudo isso, mas De Volta Para o Futuro é tudo isso e, mais do que isso, são 3 filmes despretensiosos, extremamente divertidos e que são tão bons até hoje que nem tem porque refilmar a trilogia.
Uma curiosidade é que, apesar do filme ser sempre lembrado como uma obra de Steven Spielberg, o filme foi escrito e dirigido por Robert Zemeckis, diretor de vários outros filmes de destaque como Forest Gump e o Náufrago.
Particularmente minha história com De Volta para o Futuro mostra que a trilogia é muito bem construída como filmes individuais e como grande história. O primeiro filme que eu vi da série foi o segundo, depois vi no cinema o terceiro (que é meu favorito porque eu adoro faroestes) e por último vi o primeiro. Depois assisti mais um punhado de vezes cada um deles.
Se você lê esse blog, muito provavelmente já assistiu De Volta Para o Futuro, é muito difícil um fã dos assuntos que eu falo não ter visto o filme, mas se por algum motivo não viu. Faça isso. No mínimo eu garanto que você vai se divertir muito.
Compre o box dos filmes na edição comemorativa com vários extras aqui ou aqui ou aqui