Ícone do site Diletante Profissional

Canetas pincéis/brush pens para caligrafia/lettering

Compre material de arte aqui https://amzn.to/319Uws6 Compre livros aqui https://amzn.to/2DdjmNk Para contratar serviços de caligrafia e lettering visite https://renataemiko.wordpress.com POR RENATA TASHIRO
Os preços abaixo são uma média dos valores em Julho/2017 No final do texto tem dois vídeos com as demonstrações das canetas
A caligrafia se apropriou de várias canetas criadas inicialmente para desenho, até por isso, para comprá-las, não adianta procurar na seção de caligrafia das lojas, têm que buscá-las nas seções de desenho e, algumas, são vendidas até em lojas infantis. As canetas com ponta pincel (ou brush pen) são um exemplo. Elas são um dos modelos de canetas mais utilizado na caligrafia, seu uso consiste num efeito que dá a letra uma característica onde se alternam os traços do fino e do grosso. Com os diferentes modelos de caneta ponta pincel, é possível criar este efeito de várias formas, sem perder esta principal característica, que é feita num movimento “mantra” da caligrafia: “sobe fino e desce grosso”. A seguir, um resumo de várias canetas com ponta pincel e suas principais características. Tombow Uma das mais conhecidas e um exemplo de caneta criada para desenhistas e que a caligrafia “abraçou”. Possui uma ponta longa, fina na ponta e vai abrindo até uma espessura mais larga. Isso faz com que o efeito fino/grosso fique bem marcado e acentuado, criando um contraste muito bonito. É a base de água e possui 2 pontas: pincel e bullet nib. Para quem usa as 2 pontas pode ser um bom investimento, principalmente porque sua cartela de cores beira 100 opções maravilhosas, já para quem não usa a outra ponta (eu), fica um pouco caro, a não ser que você precise ou fique muito apaixonada por alguma cor (quem sempre?). Preço: Média de 24,00 cada. Bic De longe o melhor custo-benefício que você irá encontrar. Possui uma ponta não tão fina como a Tombow, o que vai fazer com que o traço fino não fique super fininho, mas também dá conta do efeito fino/grosso. Muito indicada pra quem está começando e não quer investir muito. Possui cores vibrantes e tem boa pigmentação. Preço: Média de 23,00 o estojo com 10 cores (não vende avulsa). – Compre aqui o kit Sakura Koi Coloring Penso nela como uma opção dia a dia, faz um bom efeito de fino/grosso, melhor que o da Bic, mas não tão melhor que a Tombow, e sem tantas opções de cores, cerca de 50 + o blender (caneta incolor a base de água, no caso da Koi, mas o comum é a base de solvente, que é usada para fazer efeitos de degradê ou passagem suave e mistura entre cores). Sua ponta é fina mas não é tão comprida e larga, o que faz com que o traço grosso não fique tão acentuado. É a base de água. Preço: Média de 12,00 cada. Sakura Pigma Brush Boa opção para efeitos de fino/grosso delicados já que sua ponta é super pequena e fina, faz letras menores, suaves. Possui um diferencial interessante que é o fato de ser a prova d´agua, ou seja, dá pra fazer vários efeitos de sobreposição de cores, além de misturar um lettering com aquarela. Preço: Média de 20,00 cada. Sakura Pigma BB Não sou fã de pontas esponjosas para escrever e essa é uma das características dessa brush pen. Alem de esponjosa, é comprida e sua ponta não é tão fininha, ela é um pouco grossa, o que faz com que o traço fique bem rígido e difícil de fazer as curvas. Será que é falta de manejo? Não gostei. Também é a prova d´agua. Preço: Média de 22,00 cada. Faber Castell Pitt – B Utilizada por alguns professores de caligrafia em seus cursos de brush pen, esta caneta dá um efeito diferente do que conhecemos nas demais pois o efeito fino/grosso dela é mínimo. Sua ponta é bem comprida e fina, não tem variação na espessura, o que dificulta um tanto na hora de deitá-la para criar esse efeito fino/grosso. Se você quer fazer um efeito brush pen bem sutil pode ser uma boa, senão melhor usar qualquer uma das outras acima. É uma caneta nanquim a prova d´agua. Possui outra variação de ponta, a SB. Preço: Média de 20,00 cada. Faber Castell Metallic Considero uma maravilha de brush metálica. Lindos efeitos nos papéis escuros, especialmente preto. Sua ponta é fina e vai alargando, mas não é comprida, ela dá um efeito que faz bem o traço fino, o traço grosso fica bem marcado já que ela solta bastante tinta, é super pigmentada, precisa até esperar um pouco pra secar e não borrar com a mão. Eu costumo usar com moderação mesmo com um bom custo-benefício. Preço: Média de 25,00 o estojo com 6 cores lindas (não vende avulsa). STA (ou chinesa comprada no Ali Express) Boa opção de metálica fininha, seu efeito lembra um pouco a Pigma Brush da Sakura. Sua ponta é super fina e flexível, fica bem molinha ao pressionar no traço grosso, parece que vai quebrar. Fica legal para efeitos delicados e metálicos. Tem até uma branca que fica transparente quando escreve mas a cor vai aparecendo depois, interessante. Seu único porém (fora o prazo de 3 meses pra chegar no Brasil, obrigada Correios!), é que sua pigmentação não é tão forte como a da Faber Castell, até a secagem é quase na hora. Preço: Média de 40,00 o estojo com 10 cores (não vende avulsa). Le Plume (Marvy Ushida) Vou logo avisando que não gostei nadinha por infinitos motivos. Ponta esponjosa, grossa e longa, lembra a Copic e a Pigma BB. Seu cheiro é super forte, ela é a base de álcool, olha, o cheiro não é fraco não. Outro ponto ruim é que, mesmo num papel com 140g ela passa! Para não dizer que ela é totalmente ruim, podemos destacar sua ótima pigmentação e um efeito interessante na coloração entre o fino e grosso, fica parecendo um degrade. Outro ponto interessante além da enorme quantidade de cores (cerca de 80), é seu custo-benefício já que ela vem com bastante tinta. Preço: Média de 15,00 cada. Crayola Super Tips O interessante desta caneta é que foi desenvolvida para crianças, é lavável, e, vejam só, você irá encontrá-la nessas lojas de brinquedos, taí um exemplo de como o pessoal da caligrafia são desbravadores. Outro ponto a se destacar, é que esta caneta NÃO É UMA BRUSH PEN. Ou seja, sua ponta não é pincel, porém, ela tem a ponta que parece um pião, então você consegue fazer o traço fino com ela em pé e ao deitar tem o traço grosso, não fica tão marcado este contraste porque a ponta é pequena, mas tem outras opções com esta ponta um pouco maior. Precisa de um pouquinho de treinamento mas não é difícil, posso dizer que ela é minha nova queridinha S2. Preço: Média de 27,00 o estojo com 10 cores (não vende avulsa). Compre aqui o kit Copic Lembra um pouco a Le Plume mas é um pouco melhor. A ponta também é esponjosa e comprida, mas é fina e mais molinha, o traço dela é mais fluido e faz as curvas mais suaves, assim como o traço fino, que é mais fácil de fazer. Ela possui 2 pontas, brush e chanfrada. Também possui a característica interessante de ser recarregável. Tem a maior quantidade de cores (cerca de 350!!!) porém grande parte delas tem um tom que não conseguimos utilizar na caligrafia, como os tons de pele e outras cores super claras que os desenhistas (eles de novo) utilizam, mas que, nas letras, não dá muito certo, talvez para alguns efeitos específicos e/ou sombras. Na minha opinião, diferente da Tombow que também possui 2 pontas, essa chanfrada da Copic tem mais utilidade porque dá pra fazer letras itálicas (embora não seja de longe a mais indicada pra isso). Acho o valor bem acima, mas caso goste muito, use também a ponta chanfrada e encontre a tinta recarregável, pode valer a pena, eu particularmente prefiro gastar o dinheirinho com outras opções, já que não a considero melhor que nenhuma dessas outras que falei. Preço: Média de 30,00 cada. Kuretake Caneta estilo Fudepen, desenvolvida para as técnicas japonesas de caligrafia, usualmente conhecida como Shodô. O japoneses utilizam essa técnica em seus ideogramas e os traços são rápidos e precisos, em uma única pincelada. Sua ponta de nylon lembra as canetas water brushes, elas descarregam a tinta preta (recarregável) aos poucos, por este motivo, não desce de forma contínua e constante, fazendo com que a letra fique com a aparência “falhada” (lembrando que este estilo tem seu espaço e é bastante solicitado exatamente por isso). Apesar do preço, ela é recarregável com nanquim e eu acho interessante para fazer estes trabalhos que combinam com este perfil falhado e borrão, o efeito fica muito bonito. Preço: Média de 70,00 cada. Brush Pen que eu não tenho e gostaria de ter: Ecoline Não testei mas assisti alguns videos e, caso ela consiga mesmo dar o efeito degrade e aquarela na letra, deve ficar lindo. Brush Pen que eu não tenho e não gostaria de ter: Sharpie Testei e não gostei. A Sharpie tem a ponta mais grossa, é a base de álcool, cheira muito forte e a tinta passa mesmo com um papel de gramatura relativamente grossa. Qual é a melhor de todas?? Sinto dizer que não tem uma melhor já que cada uma possui uma característica diferente como puderam ler, ou seja, vai depender do que você quer fazer. De qualquer forma, dá pra perceber que as opções são muitas e, no geral, o que falta em uma, a outra preenche. Gostaria de finalizar dizendo que, assim como eu fui apresentada a caligrafia artística de forma cuidadosa e atenciosa, espero que com essa ajudinha nas resenhas de canetas brush pen, aliada a um bom estudo e muito treino, você também possa se (re) descobrir nessa técnica artesanal, e que você também possa ajudar cada vez mais pessoas a desenvolver esse talento e assim, passando adiante para cada vez mais pessoas. Boa sorte! Veja os vídeos sobre as canetas resenhadas:

Sair da versão mobile