Capitão América 2

Vi O Soldado Invernal. Filme bem legal, bem divertido, naqueles moldes e padrões que temos visto nessa leva de produções do universo Marvel cinematográfico.

Eu já tinha gostado do primeiro filme, achei bem divertido na época. O Capitão América é um personagem difícil de vender para o mundo. Um herói criado para defender o estilo de vida norte-americano não é algo que é bem visto em todos os lugares, mas a construção dessa nova versão do personagem abaixou um pouco o tom ufanista e o tornou um combatente em prol da liberdade.

Ok, o subtexto político é péssimo e tal, mas também temos que combinar que é só um filme de ação, nada mais que isso, e teimar em ficar discutindo uma profundidade que o filme não tem é bobagem.

O primeiro filme tinha foi um filme de guerra. Mais leve, mais colorido e com um tipo de ação diferente, mas, em essência, um filme de guerra. Esse já é um filme sobre espionagem, sobre a guerra que o “público desconhece” os limites da defesa por ataques preventivos, da invasão de privacidade etc.

O Capitão América continua o soldado da liberdade, mas aqui ele luta por uma liberdade que nem sabemos que estamos perdendo – e aqui os que curtem um subtexto podem tentar ver uma crítica as ações militares dos EUA no mundo, mas, de novo, nem vale tentar achar profundidade onde não tem.

Antes de falar dos spoílers, vale dizer que a ação está presente no filme a todo momento, que ele tem um ritmo muito bom, que foi muito divertido ver o Falcão nos cinemas e finalmente ver o Nick Fury em ação de verdade e não só nos bastidores.

Uma coisa que eu tenho notado nos cinemas é que até agora as pessoas ainda não aprenderam que todos esses filmes da Marvel tem um ceninha pós-créditos (aliás os créditos em si estão com uma animação linda). Então se você for no cinema, veja os créditos e veja a ceninha pra saber o que te espera em Vingadores 2.

Agora uns comentário que contém spoilers, então pare aqui se não viu o filme e volte depois.

 

Eu gostei muito da construção do Soldado Invernal, ele foi um personagem bem sacado nos quadrinhos, mas como ele foi criado muito a posteriori não tem o impacto e a simetria que a condensação do filme permitiu. Bucky, o melhor amigo do Capitão, virar uma versão bizarra do super soldado é uma ideia meio clichê, mas bacana.

Ah, sobre a ceninha no final, muito legal ver o Mercúrio e a Feiticeira Escarlate! Espero por eles em Vingadores.

 


Inscreva-se na newsletter do site e receba todas as atualizações do site diretamente no seu e-mail.

anuncioamazon