Etto

O Etto era um restaurante italiano que parecia bem promissor para mim.



A casa abriu a pouco tempo nos Jardins e tem uma seleção de frios bem interessante, mas que deixamos de lado na primeira visita para experimenta o crudo di manzo, uma espécie de versão italiana do steak tartar que, aparentemente, está virando moda (já comi um razoável no Fôrno).

A entrada foi muito boa e então fomos para as massas, minha esposa comeu uma massa fresca com vitela que estava muito boa e eu pedi o penne a la putanesca.

Infelizmente, não sei se dei azar ou que, mas o penne estava horrível, totalmente intragável. Ele tinha um sabor marcante de remédio, algo parecido com um lisador.

Às vezes eu saio de um restaurante pensando que poderia ter comido melhor em outro lugar, mas foram poucas as vezes na vida que eu sai de um lugar com um sabor tão terrível na boca.

Pode ter sido um erro, pode ter sido um azar. Pode, tudo pode. Não reclamei, não devolvi o prato. Fugi da sobremesa, paguei a conta e corri para a loja da Carole Crema desesperado por algo melhor para limpar o paladar.

Conta: 141,12 para duas pessoas (outubro/17)

Vale: Como eu disse, pode ter sido azar meu, mas eu nunca diria que vale, nem voltaria e muito menos recomendaria um lugar que é capaz de fazer e servir um prato tão pavoroso.

Mais infos aqui https://www.facebook.com/pages/Etto-Restaurante/748027732037889