Janeiro 2016

O primeiro mês de 2016 acabou e acho que cabe um balanço do site (e da minha vida em relação ao site) nesse período. Não é algo que eu pretendo fazer mês a mês, mas, até aí, não é algo que eu tinha imaginado que faria até achar pertinente.

No final do ano passado eu comecei a me irritar com o visual e a organização do meu blog. Achei que aquilo não servia mais para mim nem para  ninguém.

Em outubro resolvi fazer aquela maratoninha do Inktober, 31 desenhos, um por dia, feitos em mídia não digital. Fiz, todos os dias, postei todos, mesmo que tenha achado muitos horríveis e meio só para cumprir. Independente disso, o fato é que fazer aqueles 31 desenhos me colocaram em um ritmo que eu não quis parar.

Desde então não parei de desenhar nem de fazer postagens no Diletante Profissional que ganhou uma cara mais profissional.

Não gosto de falar em resoluções de fim de ano, nem de metas porque tenho uma tendência a não cumprir nada que estabeleço. Mas despretensiosamente me propus a desenhar todos os dias, pelo menos uma vez (na prática faço vários desenhos por dia e posto só um porque não gosto de perturbar quem me segue nas redes sociais) e me propus a estudar desenho esse ano.

Na minha vida normalmente  sempre acontece algo ruim nos finais de ano. Não sou supersticioso, nem acredito que porque uma coisa aconteceu X vezes (sem relação direta além da coincidência temporal) que isso vai ser assim sempre. Esse ano eu achei que ia passar ileso, estava tudo certo até ter um dos piores finais/começo de ano que consigo lembrar. Não vem ao caso o que foi, mas uma sequência de eventos ruins aconteceram em um crescendo bem difícil que está repercutindo até agora.

No meio disso tudo, a única constante que consegui manter foram os desenhos e o Diletante Profissional. Mesmo no pior de tudo, o site continuou porque tinha um estoque (que espero recompor no carnaval) e os desenhos foram parte do processo de distração.

O mais curioso é que eu tinha bolado esse projeto de aprendizado para esse ano e isso garantiu um janeiro surpreendentemente excelente para o site. Teve as duas entrevistas lindas com a Cris Eiko e com a Bianca Pinheiro que inauguraram esse projeto maior onde eu estou conversando com artistas que eu admiro e estou tentando entender o caminho deles.

De cara a escolha da Eiko para abrir a série se mostrou infinitamente mais perfeita do que eu esperava e eu confirmei que tinha sim muito a se aprender com a experiência pessoal de cada um desses artistas fantásticos.

Por outro lado tenho perseguido uma análise do aprendizado mais “formal”. E com esse estudo dos exercícios e livros clássicos do ensino do desenho sigo criando um contraponto entre uma “padronização” versus a trilha pessoal dos outros.

Completando tudo isso, por um lado prático, tenho feito as HQs que saem aqui no site e aí mora outra sorte imensa que eu tive e que tem garantido o ritmo de tudo.

Não sei quantos de vocês tentaram criar uma história, mas ter uma ideia e desenvolver é um desafio imenso. Eu tenho uma dificuldade gigantesca de ter uma ideia aproveitável e se dependesse só de mim, dificilmente estaria desenhando alguma HQ para o site.

Fora que, quando você cria algo para você mesmo, inconscientemente vai podando as coisas que seriam difíceis de desenhar e vai conduzindo tudo para uma zona de conforto que é justamente o contrário de tudo que se precisa para aprender e melhorar.

Já comentei isso nas redes sociais, mas o Lielson saiu um parceiro melhor que a encomenda. Eu mostrei para ele essa HQ que eu tinha postado e falei: queria mais coisas assim, quer escrever? E ele compreendeu o que eu queria de uma forma que eu mesmo não tinha compreendido. Me mandou roteiro atrás de roteiro que eram perfeitos para o que eu queria, que me ajudaram a testar coisas diferentes, me permitiram pensar de forma diferente e, acredito eu, ajudaram a melhorar muito como eu desenho (sexta sairá uma HQ de Carnaval que, acredito eu, já mostra uma melhora significativa).

Agora o jeito é continuar nesse ritmo. Tenho enviado entrevistas para algumas pessoas bem legais e comecei a ampliar o escopo, saindo um pouco dos quadrinhos. Quanto mais eu estudo mais vejo coisas que eu quero aprender e compartilhar aqui (um novo desejo que vem tomando corpo é o de aprender caligrafia artística). Quanto mais desenho mais acho que tenho acertos, mesmo que continue errando imensamente todos os dias.

Se fosse resumir o que aprendi até aqui esse ano em uma listinha diria que:

1- Todo mundo tem preguiça, insegurança e incertezas. Sim, é muito difícil superar tudo isso, mas é necessário.

2- O material importa: tenho testado muita coisa, tipos de caneta, tipos de papel, etc. Sim, o mais importante é fazer, pegue qualquer papel e qualquer lápis e faça, mas, para refinar o resultado, só a técnica não resolve, você tem que trabalhar com o material certo para o resultado que você quer alcançar. Muitas vezes o material é caro, difícil de ter a mão ou você não sabe usá-lo corretamente. Mas não adianta, a frustração de não conseguir acertar coisa que seria mais fácil com o material correto pode ser um limitador fatal.

3- Regularidade importa: dedicar um tempo todos os dias para o que você está querendo aprender é vital. Não adianta fazer um curso e só praticar no dia da aula. Isso vale para tudo na vida, inclusive escrever postagens em um site.

4- Errar é mais importante que não tentar.

5- Converse com outras pessoas sobre o que você está fazendo. É muito importante falar com outras pessoas, amigos ou não, sobre o que você está fazendo para ter uma ideia se aquilo está em um bom caminho. Outro dia falei com o Lielson sobre as nossas HQs, várias pessoas compartilham, nenhuma comenta, então sempre fica a dúvida: essas pessoas gostam de você ou do seu trabalho. Então… converse com elas. Sempre me coloquei a disposição para conversar com qualquer pessoa, mesmo que não seja tão especialista assim, às vezes a única coisa que a pessoa precisa é de uma perspectiva diferente da própria.

Por enquanto é isso, obrigado pela audiência.

arabe fumante
Siga a pasta 2016 de Zé no Pinterest.


Inscreva-se na newsletter do site e receba todas as atualizações do site diretamente no seu e-mail.

anuncioamazon