Junji Sakamoto

Junji é a casa “””””barata”””””” do Jun Sakamoto.



Muitas aspas aí porque são várias considerações envolvidas.

Primeiro que o restaurante principal do Jun tem um preço beeeeem alto, na casa dos $250 a $300 por pessoa, então, o conceito de barato perto disso é bem flexível. Segundo que o restaurante fica no Shopping Iguatemi, a velha guarda dos shoppings de luxo de São Paulo. Então dinheiro não é problema para os frequentadores de um lugar tão ilustre. 🙄

Agora, restrições a parte, pela qualidade entregue, é bem difícil contestar que os preços dos teishokus (a refeição completa com vários itens) na casa dos $90/100 sejam de fato justos.

Jun é um cara bem curioso. Seu restaurante é caro, mas a qualidade nunca é contestada. Além de trabalhar com produtos de qualidade é dito que ele paga salários acima da média para os chefs que trabalham para ele. Em entrevistas já disse que seu restaurante principal, que está sempre com as poucas mesas disponíveis reservadas, não dá lucro, é algo pelo prestígio, para ter lucro ele abriu a Hamburgeria Nacional (ali é bem lucro pelo lucro mesmo, é uma das hamburguerias que eu definitivamente não gosto).

Além disso ele tem uma atuação política forte na área de trabalho dele. Já foi presidente da Associação Nacional de Restaurante, hoje é diretor administrativo, e sempre está a frente de várias polêmicas defendendo o crescimento da categoria.

Mas vamos a comida. O restaurante está nos fundos do térreo do Iguatemi e surpreende logo de cara. Atendimento e organização impecáveis.

Os preços, como disse, são honestos dentro das refeições fechadas com vários itens. Comi um teishoku de inverno que veio com sushis, sukiyake, arroz, carpaccio e, de fato, fui muito surpreendido. O arroz é maravilhoso, mesmo sem nada o arroz tem um tempero e um ponto perfeito. Os sushis são lindos e saborosos. Enfim, tudo é de fato perfeito e bem acima da média que você come mesmo em bons restaurantes.

Não era necessário, mas fiz questão de experimentar um temaki de atum apimentado com ovas. O preço é um pouco impressionante $26, mas sem dúvidas o melhor temaki que já comi.

Ah, o Junji foi o único lugar que eu vi um pequeno pincel acompanhando as louças da mesa. Perguntamos e a serventia dele é para pincelar o shoyu no sushi para não encharcar o peixe.

Conta: $229,39 para duas pessoas (agosto/17)

Vale? Olha, não é barato, mas se você considerar o preço dos rodízios bons, vale trocar um rodízio por uma visita ao Junji porque é a qualidade é surpreendente e é algo útil para redefinir seus parâmetros do que é bom.

Mais informações aqui http://junjisakamoto.com.br