Lambe-lambe gastronomia

Uma coisa importante a  ressaltar é que o que eu tenho feito não são resenhas, nem críticas gastronômicas, são meros relatos de experiências e uma sentença se, na minha opinião, o valor cobrado vale ou não.



Dito isso, vou falar do Lambe-Lambe, que tem sua principal casa em higienopolis e abriu uma filial no shopping higienopolis.

Fui três ou quatro vezes no restaurante em momentos diferentes. Todas as vezes comi muito bem e fui muito bem atendido, mas vale alertar que eu talvez tenha dado sorte. Pelas redes sociais o restaurante recebe muitas críticas sobre o atendimento e, na última vez que fui, uma mesa ao lado devolveu o prato alegando que o peixe estava frio e que o outro prato estava com os camarões gelados.

De novo, talvez eu tenha tido sorte, por eu comi uma receita de baião de dois da casa escoltado por um filé de peixe que estava simplesmente perfeito. Como fui no executivo, recebi um bom bolinho de arroz de entrada e um brigadeiro de colher de sobremesa.

Outra questão a se dizer é que quando surgiu o restaurante entrou em diversas listas de “bons e baratos”. Podem ser bons contatos, pode ser um dinheiro bem investido, mas tem alguns restaurantes que conseguem um destaque maior.

Mas enfim, graças a isso, quando você pesquisa pelo restaurante, ele aparece como bom e barato, contudo, é preciso ter muita cautela, apesar dessas matérias serem recentes (2016), agora em 2017 ele só pode ser chamado de bom.

Desde a primeira vez que eu fui lá, só vi os preços subirem. Na primeira vez os pratos tinham um trio de acompanhamentos gratuitos. Na segunda o trio já era cobrado, mas o pratos ainda tinham preços razoáveis. Agora os preços dispararam mais do que qualquer inflação, a um ponto que o restaurante chegou no limiar do justo. Para quem dá sorte, como eu, o preço atual está justo, mas, para quem recebe um prato com algum problema, o restaurante já começa a complicar a situação.

A pegada do restaurante é uma comida nacional, bem feita e com uma dose de criatividade, eles ampliaram as opções de peixes e frutos do mar e têm uma carta razoável de cervejas, chope além de drinks, inclusive alguns bem bons sem álcool. A decoração do lugar é bem bacana, com vários cartazes “lambe-lambe” colados na parede, além de um espaço amplo e arejado.

Conta: R$ 63,80 (um prato no executivo e um drink sem álcool) (abril/2017)

Vale? Olha… se você me perguntasse ano passado, pelos preços que praticavam, valia muito… hoje eu acho que tem restaurantes melhores nessa faixa de preço, a questão não é que a qualidade caiu, mas sim o preço de disparou. Agora, novamente, todas as vezes que eu fui, a comida sempre foi boa, então dá para dizer que o preço está no limiar do justo, mas longe do barato.