Linha do Trem. The best of Raphael Salimena

Eu sou um grande fã do Raphael Salimena. Acho que ele é um artista que tem pico constantes de clareza e brilhantismo que torna suas tiras algo surpreendente.

Desde 2006 ele vem fazendo humor na internet, há dois anos ele montou um sistema de financiamento onde os fãs podem ajudar a bancar a produção dele (veja aqui como ajudar) e agora lançou a primeira coletânea desse material gigantesco e pitoresco.

Já tinha lido todas as tiras que estão no livro, algumas até mais de uma vez, mesmo assim fiz questão de comprar e de reler.

É interessante ver como algumas tiras ainda são muito atuais, aliás, senti falta na edição de uma marcação de data de publicação, que ajudaria a contextualizar algumas e o que daria mais força a outras, como a disputa de “você sabe quem é meu pai” do início do livro que poderia ser postada como charge semanal que estaria muito relacionada algo deprimente do noticiário semanal.

Outra coisa interessante é a varição de traços e experimentações que o artista fez no decorrer dos anos. Ele tem um traço “dele”, um desenho muito rendondinho, seguindo a escola da linha clara, com uns ares de Laerte e Watterson, mas ele é um desenhista que tem muito fundamento por trás daqueles traços simples. Eles não só sabe desenhar muito, como sabe brincar com a estética e variá-la, testá-la, encaixá-la nos contextos.

Agora, sem dúvida, a veia de comédia no roteiro das tiras é algo impressionante. Eu sempre considerei que a comédia é muito difícil, porque ela é subjetiva na questão do que cada um acha graça, ou mesmo tempo que ela demanda um resultado objetivo. Cada tira de humor tem um sentença final, ou o leitor ri e ela foi bem sucedida, ou o leitor não ri e a tira fracassou.

É claro, lendo a coletânea, achei várias tiras que não chegaram lá para mim, que não são sobre temas que eu entendo (como as tiras sobre games) ou que simplesmente não eram do meu gosto. Mas as tiras que eu gosto do livro eu gosto demais, são daquelas coisas que eu quero mostrar para outras pessoas, são as que me motivam fazer uma resenha do livro e falar: compre, porque o Salimena é foda.

Aliás, essa é uma habilidade que esse autor tem, algumas das tiras dele saíram completamente do controle, as pessoas adoraram tanto que as transformaram em memes, tiras que a internet canibalizou, adaptou o texto e multiplicou.

Algumas pessoas podem achar ruim esse mal uso ou esse compartilhamento sem crédito do material, mas acho que no fundo o autor têm muito do que se orgulhar, porque criou uma coisa que foi maior que ele, algo que fez as pessoas tomarem aquilo para si.

É possível ler as tiras do Salimena aqui no site dele.

Óbvio, no livro tem tiras que não funcionam, ou que não agradam uma pessoa, mas agradam outra pessoa, mas, na média, Salimena é muito acima da média.

E, de novo, recomendo muito que comprem essa edição da Draco pois é uma coletânea mais do que merecida para esse autor que é um gigante da nova geração que reinventou a tira na internet.

Compre Linha do Trem na Amazon, na Saraiva ou na Cultura.

 

Versão em vídeo da resenha aqui