Ícone do site Diletante Profissional

O que fazer depois do inktober? Preguiça, falta de vontade e de tempo para desenhar



Acabou o inktober.

Pra mim foi um mês muito legal, consegui cumprir as 31 pinturas, até mais, mudei de rumo e proposta várias vezes no caminho, fiz gouache em grandes formatos, fiz aquarela… enfim, pratiquei bastante.

Não sei dizer se eu melhorei, acho que a gente sempre melhora ao praticar. Concordo muito com alguém que diz que é mais importante pintar meia hora todos os dias do que pintar várias horas um dia só na semana.

Eu sei que a vida é difícil, que a gente fala que não tem tempo (e muitas vezes não têm). Mas, sem querer me achar ou coisa assim, em outubro eu toquei um emprego em tempo integral, um freela de tradução que está dentro do prazo, o site e o canal no youtube, além do inktober.

Qual o segredo?

Se organizar? Sim, mas isso não é o mais importante.

O importante é gostar de desenhar e pintar. Eu fiz o inktober porque eu gosto, porque eu quero, porque pintar me faz bem. Não fiz por likes, por audiência ou coisa assim.

Eu adoro a interação das pessoas, quando elas comentam, mandam e-mail, perguntam, mas o mais importante é que eu fiz tudo isso para mim, porque eu quero, porque eu gosto.

No fim, acho que vale para quase tudo isso na vida.

Eu sei que a vida é difícil, eu sei que a vida é infinitamente mais sofrida e complexa do que deveria ser, mas se você gosta de verdade de uma coisa, você dá um jeito e faz.

Aqui tem um vídeo com todas as pinturas do Inktober e eu falo mais ou menos isso que eu disse aí em cima.

E o que é pra fazer depois do inktober?

Continuar pintando, desenhando, fazendo o que gosta. Sempre tem hashtags como o #colorvember, por exemplo, mas isso é o de menos, hashtag não melhora o seu desenho, desenhar melhora o seu desenho.

Veja todas as pinturas no instagram https://www.instagram.com/oliboni_/

 

Sair da versão mobile