Panza – O primeiro sidekick

Panza é uma HQ de um rapaz chamado Caio Oliveira que fez tudo muito certo na campanha dele do Catarse, tanto que pediu quatro mil e arrecadou R$ 16.787.

De repente, a timeline de todo mundo que gosta de quadrinhos começou a ser inundada com as sensacionais HQs abaixo (retiradas da página dele no facebook). Em pouquíssimo tempo Caio se tornou o novo hit do verão. Se você gosta de quadrinhos ou conhece pessoas que gostam é quase certo que tenha passado por uma ou outra HQ ou ilustração dele.

O segredo do sucesso foram paródias hilárias sobre a Nova Nova Marvel, na versão dele, uma Marvel Hispter.

A tiradas de Caio com suas novas versões dos personagens eram irresistíveis, quem é fã de super-herói, especialmente fãs da Marvel, passou a compartilhar e procurar mais do trabalho dele.

E ele soube capitalizar direitinho esse momento fortuito. Lançou uma campanha no Cartase com uma HQ que tinha, em espírito, a mesma pegada de humor da sua Marvel Hispter, uma HQ com o título sensacional de Panza – O Primeiro Sidekick.

Quem, como eu, ria muito das hqs dele, não resistiu de contribuiu com o gibi que foi lançado no FIQ.

Li esses dias a HQ e ainda estou meio perdido com o trabalho desse sujeito, principalmente no que se trata da arte.

Sinceramente não consigo dizer o que torna o desenho dele tão bom.

Note que ele tem um traço razoavelmente clássico. Muito da estética dele me lembra o trabalho do Flávio Luiz, uma combinação equilibrada de ângulos e curvas, um traço de contorno grosso e hachuras precisas, cenário na medida certa. Tudo muito limpo e razoavelmente simples.

Talvez, o grande diferencial desse artista seja a expressividade nos rostos dos seus personagens, que de fato são algo surpreendente. Uma pegada de emoção de mangás, misturada com desenho animado.

Mas confesso que ainda não sei explicar exatamente e realmente não me importo com isso, porque o que vale para o leitor é o resultado final e o resultado do trabalho de Caio é de encher os olhos para leitores dos mais variados gostos.

Não vou dizer que Panza em si é uma grande HQ. O desenho, como eu disse, é fenomenal, a história tem seus momentos engraçados, mas me parece que foi um conceito explorado com pouco fôlego. Não tem nada de errado na narrativa, só esperava um pouco mais.

Independente disso, não tem como não recomendar ler Panza e acompanhar de perto o trabalho desse artista, porque certamente ele ainda produzirá muitas HQs de rolar de rir.

Abaixo algumas páginas da Marvel Hispter, uma página excelente que sintetiza absurdamente bem o livro Como desenhar quadrinhos no Estilo Marvel e a capa e o preview de Panza. Para adquirir o trabalho dele entre em contato pelo e-mail caio_thiago@hotmail.com.

marvelway