Que Deus te abandone

Conheço o Tainan há um tempinho por conta do trabalho dele como coordenador na Quanta Academia de Artes. A maior parte desse tempo eu sabia que ele desenhava mas só tinha visto um único quadro feito por ele que ficava na escola.

Daí ele lançou uma HQ bem divertida escrita por Felipe Castilho chamada Imagine Zumbis na Copa.

É interessante que ele tem um desenho muito orgânico, cheio de uns riscos que dá uma sensação de que o papel foi arranhado e que funcionava bem para a história de Zumbis, mas fiquei com certa dúvida se esse desenho funcionaria em outro tipo de história.

Ele produz uma ilustração muito expansiva, que escorre pelos quadros, que parece não poder ser contida em um pagina, que parece rebelde demais para se comportar dentro de uma narrativa.

E então ele volta com Que Deus te Abandone, com uma história cotidiana escrita pelo já bem rodado André Diniz.

A HQ mostra uma comunidade pobre no momento que suas casas são arrasadas pela chuva e onde as pessoas passam a medir se as diferenças pessoais , se o comportamento dos vizinhos, os tornam merecedores do sacrifício de se ajudar, de se arriscar para socorrer o outro.

E nessa história, onde a natureza humana se revela profundamente pior que os desastres da natureza, a arte de Tainan caiu perfeitamente bem para representar toda a destruição, toda a força expansiva da chuva, toda a opressão sobre os personagens.

O resultado é uma história visualmente diferente da maioria das HQs que você vê por aí e que foi merecidamente lembrada em várias listas de melhores publicações de 2015.

Que Deus te abandone é uma daquelas histórias que vale a pena conhecer e que ajuda a lembrar o quanto a linguagem das HQs pode ser abrangente e diversificada em termos tanto de roteiro quando de arte.

Compre Que Deus te abandone na Amazon, Saraiva, Cultura ou travessa.

adta

QueDeusTeAbandone-225x300


 

Inscreva-se na newsletter do site e receba todas as atualizações do site diretamente no seu e-mail.

anuncioamazon