Samurai Gourmet

Me deparei na netflix com essa série, assisti um episódio para ver qual era a proposta e me apaixonei completamente por ela.

São doze episódios curtos (20 e poucos minutos) com as “aventuras” de Takeshi Kasumi (interpretado por Naoto Takenaka), um senhor que acabou de se aposentar depois de muitos anos dedicado quase que exclusivamente ao trabalho e agora, com todo tempo do mundo, ele sai de casa para comer em lugares diferentes. Contudo, Takeshi é um senhor introspectivo, com muita vergonha de falar o que pensa e com muita vergonha do que os outros – que ele nem conhece – podem pensar. Para ajudá-lo a lidar com essas emoções conflitantes ele imagina um samurai sem mestre (interpretado por Tetsuji Tamayama), livre, intrépido e observa como esse anti-herói resolveria situações como pessoas mal-educadas falando alto, pessoas que riem dos modos das outras, com a vergonha de beber uma cerveja no meio do dia e por aí vai.

É uma história extremamente bobinha, mas é muito fofa.

Uma das coisas que me impressionou é como muitos restaurantes de São Paulo simulam perfeitamente a decoração dos restaurantes mais tradicionais do japão retratados na série.

Outra coisa é como a imposição social é pesada nesses japoneses, principalmente nos mais velhos. O primeiro episódio, quando Takeshi se permite tomar uma cerveja no almoço é uma vitória imensa.

Aliás, aí que está o trunfo da série: a narrativa e a atuação de Naoto Takenaka. Esses dois pontos essenciais transformam questões trivialíssimas, ultracotidianas em algo intenso, empolgante, interessante. Você começa a torcer para Takeshi tomar a cerveja, para poder ler em paz na cafeteria.

Veja, ele não vive nenhum problema “grave”, ele não passa por “sofrimentos”, são basicamente inconvenientes da classe média e, mesmo assim, é uma baita série emocionante, engraçada e muito, muito fofa.

Além da atuação excepcional, a série tem uma fotografia maravilhosa para as cenas envolvendo a comida. Fora que vários dos lugares que ele visita são extremamente peculiares e as situações por si só são bacanas.

Logo mais postarei a resenha do Midnight Diner: Tokyo Stories que a netflix me indicou na sequência.

Eu gostei tanto da série que eu fiz um retrato do sr. Takeshi veja no link.

Ah, a série é inspirada em um mangá.

Tem resenha em vídeo da série aqui no canal do youtube.

samurai

samuraigourmet samuraigourmet1


anuncioamazon