The Ultimate Beastmaster

Tem umas coisas que a gente meio que vê só porque está fácil ali na netflix. The Ultimate Beastmaster, uma competição de aptidão física produzida por Sylvester Stallone.



É a coisa mais besta (o trocadilho não foi intencional) do mundo.

12 atletas de formações diversas vindos de vários países percorrem um circuito que envolve saltos, rapidez, equilíbrio e uma combinação de força e técnica. O nome vem do fato do percurso ser no formato de um monstro (beast) e quem sobrevive a ele dominou essa besta.

Como todo reality a edição faz ele ficar muito emocionante e, por mais que seja algo que não tem nada mais, é muito fácil você se envolver, torcer para os caras, querer ver quem vai ganhar, ver a volta dos ganhadores na grande disputa final.

Sei lá, nem tem muito o que falar desse programa que chegou na segunda temporada em 2017. Não é uma ideia inovadora, acho inclusive que é uma cópia de um outros programas, mas, como tudo na Netflix, sempre serve de teste de mercado. Se muita gente assistir esse programa eles passam a investir mais nesse formato de competição que são o grande sucesso das últimas décadas da televisão.

O programa tem uma dupla de apresentadores para cada país competidor e uma edição para cada país que é um pouco diferente para acomodar a maior aparição dos apresentadores do país em questão.

Na versão nacional fomos premiados com a apresentação do Rafinha Bastos e do Anderson Silva. Talvez tivesse uma dupla mais chata de apresentadores disponíveis, não sei, mas a escolha não foi das melhores. Um episódio com o Rafinha fazendo comentários sem propósito algum já desanima de ver o resto. Mas, se você gostou muito do programa e detesta os apresentadores, pode muito ver ver a versão americana, que tem legendas e a narração e comentários do Terry Crews (o famoso pai do Chris de Everybody hates Chris).

Sei lá, no fim nem estou recomendando nem não recomendado o programa para ninguém. Não acho que seja aquelas coisas que você “tem que ver”, mas eu vi, gostei e capaz que se tiver um terceira temporada eu veja de novo.

Ah, não vou falar nada específico para não estragar a surpresa, mas eu achei que o final da primeira temporada foi meio roubado. Veja e comente aí com o que você achou.