Underdog

Tem uns restaurantes que constroem uma reputação de forma bizarra, o Underdog é desses. O lugar um restaurante de carnes preparadas na parrilla, que fica em pinheiros.



O restaurante não é exatamente pequeno, mas enche muito rápido.

Quando você chega no lugar é recebido por várias gentilezas nas placas e no cardápio, como “o ponto da carne é o ponto certo”, “o tempo pedido é o tempo da parrilla”, “seu cachorro é bem vindo mas amarre suas crianças no poste”.

Fora que o lugar foge completamente da fórmula hipster chique que tenta montar um ambiente meticulosamente calculado para parecer despretensioso.

É claro que atendimento e ambiente conta, mas eu até prefiro esse esquema mais “foda-se” do que um falso atendimento perfeito, e, no fim, o que importa é a comida ser boa e, nesse quesito, o Underdog não deixa a desejar.

Comemos uma bochecha de porco excelente na entrada e depois fomos para os hambúrgueres. Tem um aviso no cardápio dizendo que o hambúrguer não é o foco da casa, mas que ele é uma carne, então eles servem. O esquema do hambúrguer é o “monte você” sua receita. Particularmente, apesar de muitas pessoas gostarem dessa liberdade eu sempre prefiro ver as combinações sugeridas pelo chef.

Independente disso, o hambúrguer de fato é excelente, ótima carne, bom pão, nem precisaria de acompanhamento.

Conta: R$ 126 para duas pessoas (outubro/17)

Vale? Sim. Não é um lugar que fica paparicando o cliente, mas serve comida boa com um preço justo. É um lugar sincero, com uma equipe que não finge ser moderna e, aparentemente, isso tem funcionado tão bem quanto outros lugares que são um sucesso no instagram.

Antes de ir, preste atenção nos horários no facebook  porque é daqueles lugares que não está sempre aberto.