Zena Caffè

Zena é o restaurante do chef/apresentador de TV Carlos Bertolazzi.



Ele começou na versão nacional do Hell´s Kitchen, fez um reality de churrasco e agora está em um de casamentos. Todos no SBT.

Mas isso é perfumaria, o que nos interessa é comida boa de verdade e isso no Zena tem de sobra.

Sem dúvida alguma, o grande destaque da casa, que segue a tradição da cozinha italiana, é o nhoque.

Nhoque parece uma coisa trivial, mas muito restaurante italiano faz um noque ruim, muito carregado de farinha e, mesmo entre os bons nhoques, não conheci nenhum até hoje que batesse a qualidade do Zena.

A massa tem o equilíbrio perfeito entre farinha e batata, é macio em um nível que redefine o nhoque para sempre na sua vida, porque, provavelmente, antes de experimentar o nhoque no Zena, você não deve ter comido algo tão equilibrado.

A receita que leva o nome da casa é montada com um “lago” de queijo fundido no prato, mas também tem o tradicional e maravilhoso a bolonhesa, além de nhoque de mandioquinha e um novo nhoque de abóbora com batata.

Mas a casa não fica só nessa massa, eu adoro o filé a parmegiana deles acompanhado de pasta ao burro.

Além disso, as entradas também são ótimas, tem algumas receitas criativas de foccacia, a coxinha de pato que faz parte da fama do chef e um arancini maravilhoso (uma receita italiana de bolinho de arroz que eu adoro).

Ao contrário de vários restaurantes que eu relatei uma única experiência aqui no site, o Zena é um lugar que eu posso falar com certa propriedade, já fui muitas vezes lá e nunca me decepcionei.

Ele está na minha lista de lugares para ir quando tudo está errado e você não pode suportar mais uma decepção ou seu mundo desaba.

O Zena nunca me decepcionou, sempre me deixou muito feliz. A atendimento é bom e assim que você chega é recebido com um grissini (um biscoito/pão italiano super leve e crocante) de cortesia.

Ah, eu não sou muito de beber, mas eles fazem uma “caipirinha” de limoncello e 3 limões que eu acho maravilhosa, mas eu tenho uma queda pelo limoncello, então é um gosto suspeito, até porque eu não entendo nada de drinks.

Conta: $233 (para 3 pessoas e com uma caipirinha de lemoncello que sozinha custa $26). Algo interessante no preço é que a maioria dos pratos tem duas opções de tamanho com dois preços, por exemplo os nhoques ficam abaixo de $40 no tamanho menor e na faixa dos $55 no maior (julho/17)

Vale? Sim, muito. O restaurante está no meio dos jardins, perto de vários lugares legais como a Botteghe di Leonardo e a loja da Carole Crema, o Santo Pão e toda a Oscar Freire que, mesmo que você não queria comprar nada é um bom estudo de caso sociológico. Ou seja, mesmo estando longe dos meios de transporte, vale o passeio, vale porque o restaurante não decepciona, vale porque é simplesmente o melhor nhoque de são paulo.